quarta-feira, 24 de abril de 2019

Fechamento "temporário" da Botica da Família já dura um ano

Prefeitura afirma que continua em tratativas com a Unicamp para reabrir farmácia de manipulação municipal

Botica da Família: prédio reformado foi entregue em 2014 | Foto: Fernanda Sunega/Prefeitura de Campinas

Um ano depois de fechar "temporariamente" a farmácia de manipulação municipal, a Botica da Família, a Prefeitura de Campinas ainda não tem um prazo para que o serviço seja retomado. Em abril do ano passado, a Administração fechou a Botica após o contrato de aluguel da farmácia ser encerrado.

Na época, a Botica seria transferida para outro prédio e a Administração pretendia fechar um convênio com a Unicamp para manter o programa. Isso ainda não ocorreu - a Prefeitura diz que continua em tratativas para reabrir a farmácia na universidade (leia mais abaixo). A Unicamp confirmou a negociação.

A Botica funcionava em um prédio na sede da Ciatec (Companhia de Desenvolvimento do Pólo de Alta Tecnologia de Campinas). Em 2014, a farmácia foi reformada pela Administração por R$ 276 mil. Antes da reforma, ela já havia ficado fechada por dois anos.

A farmácia produzia medicamentos fitoterápicos para a população de Campinas. Na cidade, o projeto pioneiro foi criado em 2004. A Botica era responsável pela produção de mais de 1,3 mil unidades de medicamentos fitoterápicos por semana e atendia os 64 CSs (Centros de Saúde) de Campinas.

A Botica atendia mais de 10 mil pessoas da cidade.

Outro lado

Questionada sobre a Botica da Família, a Prefeitura de Campinas respondeu em nota oficial. Confira na íntegra:

"A Botica da Família não deixou de existir. Está sendo firmada parceria entre a Prefeitura de Campinas e a Unicamp, por meio do curso de Farmácia, para reabertura da Botica, que vai funcionar numa área da própria universidade. Na próxima segunda-feira (22/4), inclusive, há uma reunião agendada entre a Secretaria de Saúde e a Unicamp para avaliar o andamento das tratativas. A construção da parceria entre os dois entes públicos demanda procedimentos administrativos para ser efetivada e, no momento, não é possível definir prazos."

Por: Sarah Brito | Fonte: ACidadeON Campinas