terça-feira, 4 de setembro de 2018

PM apreende cerca de 100 mil cápsulas de medicamentos produzidos em laboratório clandestino, em Anápolis

Entre os remédios estavam comprimidos de rebite, usados por caminhoneiros para se manterem acordados, e substâncias para emagrecimento. Duas pessoas foram presas


Cerca de 100 mil cápsulas de medicamentos produzidos de forma irregular foram apreendidas em um laboratório clandestino de Anápolis, a 55 km de Goiânia. A maior parte era rebite, droga comumente usada por caminhoneiros para se manterem acordados durante as viagens. Também foram encontrados remédios para emagrecer produzidos ilegalmente.

A corporação também recolheu outros tipos de substâncias que só serão identificados após perícia. No local foram encontrados cafeína e uma balança. Duas pessoas foram presas.

Taísia Santos da Silva estava no imóvel no momento em que a corporação chegou. Ela trabalha em uma empresa farmacêutica da cidade. “Acreditamos que ela usava desse conhecimento técnico para cometer esse crime”, disse o tenente coronel da PM, Allan Cardoso.

A corporação chegou até o local após prender João Paulo Melo dos Reis durante uma abordagem. Ele estava com drogas e, ao ser questionado, informou sobre o local onde funcionaria um laboratório de drogas. Porém, ao chegar ao endereço, a corporação encontrou os medicamentos.

O G1 não conseguiu localizar a defesa dos presos até a publicação dessa reportagem.

Segundo a PM, as substâncias eram comercializadas em postos de combustíveis. “Era um negócio estruturado, que havia uma linha de produção e vários insumos para a fabricação de outras substâncias”, disse o policial. Os dois foram encaminhados à Polícia Civil e foram autuados por tráfico de drogas.

Por: Vitor Santana | Fonte: G1