Ajude o Banco de Remédios

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Aposentado está há um mês sem receber remédios em Sapucaia do Sul

Ele costumava retirar mensalmente cinco medicamentos: Metformina, Enalapril, Sinvastatina, Atenolol e Insulina. Porém, há cerca de um mês, não conseguiu sair de lá com os remédios

Aposentado está inconformado com a falta dos medicamentos

Clóvis Bitencourte Riberg, 52 anos, é técnico em radiologia aposentado, morador do Centro de Sapucaia do Sul e depende da farmácia municipal para realizar tratamento contra pressão alta e diabetes tipo 2.

Ele costumava retirar mensalmente, na unidade da Avenida Sapucaia, 500, cinco medicamentos: Metformina, Enalapril, Sinvastatina, Atenolol e Insulina. Porém, há cerca de um mês, não conseguiu sair de lá com os remédios.

Desde então, precisa comprá-los por meio do programa "Aqui tem Farmácia Popular", mediante o pagamento de uma taxa.

— Antigamente, havia vezes que a minha esposa ia lá e só conseguia retirar alguns, mas nunca ficamos sem. Agora, estou desamparado — conta Clóvis.

A esposa do aposentado, Dirce Lourdes Stack Riberg, 55 anos, é técnica em saúde bucal e retira os medicamentos para o marido, que tem problemas de locomoção. Eles moram com o filho de 16 anos e não conseguem arcar com as despesas dos remédios, que, apenas em uma compra, já totalizaram R$ 200.

Clóvis relatou que, da última vez em que Dirce foi à farmácia municipal, recebeu a informação de que não havia previsão de entrega dos produtos.

— Tu tens uma lei que te apoia, eles precisam prestar esse serviço. Não podem só dizer que não tem e que não há previsão. São as vidas das pessoas que estão em jogo, alguém tem que ser responsabilizado, seja o Estado, o município ou em nível federal — desabafa o aposentado.

Batalha 

Desde 3 de outubro, primeira vez em que não recebeu os medicamentos, Clóvis vem tentando contato com a prefeitura. Até hoje, entretanto, não recebeu nenhuma resposta concreta. Entre contatos com o gabinete do prefeito, afirmou que sempre escuta alguma desculpa diferente, e acaba as ligações sempre de "mãos vazias".

Não podendo ficar sem os remédios, fez a compra pelo programa da Farmácia Popular, mas nem sempre consegue todo o dinheiro necessário para isso. Um familiar do aposentado já ajudou, comprando o equivalente a um mês de remédios.

E o problema não é só esse, já que o Atenolol comprado pelo programa não tem a dosagem que Clóvis necessita, precisando multiplicar por quatro.

— É desanimador pensar que pagamos todos aqueles impostos e que, quando precisamos, não somos amparados — desabafa Clóvis.

Prefeitura promete reabastecimento 

A prefeitura de Sapucaia do Sul, por meio de sua assessoria de comunicação, afirmou que os remédios Metformina, Enalapril e Sinvastatina podem ser adquiridos gratuitamente em qualquer farmácia que tenha o programa "Aqui tem Farmácia Popular". E não providenciou uma previsão para que eles voltem a ser fornecidos pela farmácia municipal.

Em relação ao Atenolol, o órgão público confirmou que a falta já dura cerca de 40 dias. Informa ainda que ele também pode ser adquirido por meio do Farmácia Popular por cerca de R$ 4 a caixa. A previsão é de que o medicamento chegue nesta semana às unidades municipais.

Produção: Leticia Gomes | Foto: Arquivo Pessoal